Dedicatória de Amor… do amigo Eduardo Faria <3

26 Out

 

… a todos os revolucionários da nova geração. Àqueles que com muita facilidade dizem que estão contra este sistema. A todos os que desenvolvem teorias filosóficas, quer sejam positivistas ou negativistas ou ainda julgadas realistas, sobre a evolução da Humanidade e das Sociedades.

 

– Só há uma forma de mudar este sistema que é acabar com ele! Mas para acabar com este sistema há um grande preço a pagar. Esse preço é, desde já, abdicar da evolução tecnológica e científica, pois essas são as mais fortes armas do capitalismo! Depois é necessário reduzir a influência desses dois vectores nas prioridades das nossas vidas, para desta forma adquirirmos uma maior autonomia pessoal, que nos permita fazermos depender as nossas vidas de nós próprios e não do sistema. Ou seja, é necessário recolocar na devida posição a pirâmide de Maslow, que o sistema tem vindo a inverter e, eliminar alguns dos seus níveis esquemáticos de necessidades. Porque são estes que têm vindo a ser corrompidos, de tal forma que essas necessidades se têm vindo a tornar artificiais e induzidas. Perguntarão alguns, mas se essas necessidades existem no ser humano como acabar com elas? A ideia não é fazer desaparecer essas necessidades no ser humano, mas sim que elas se realizem em função dos primeiros 3 níveis da pirâmide original. Desta forma, as necessidades inatas a que se refere Maslow serão satisfeitas, e as sociedades sairão reforçadas naquilo que lhes é essencial. Resumindo, o Homem tem de voltar a valer por aquilo que é e não pelo que tem. Utopia? Não sei. Mas sei duas coisas, as utopias existem para serem atingidas, e a Humanidade tem uma existência, nestas condições de sociedade, por um período incomensuravelmente maior de que o sistema actual de sociedade e humanidade tem de existência. Bem sei que já nessa altura o fim do mundo ou da Humanidade era uma ameaça que de alguma forma inquietava as sociedades, mas nessa altura esse fim seria ditado por algo que o ser humano não podia nem tentava dominar, a Natureza. Hoje o fim da Humanidade paira sobre as nossas cabeças com igual presença nas nossas inquietações, simplesmente hoje sabemos que a causa mais provável da extinção da Humanidade é o próprio Homem! E com que armas o Homem pode extinguir o Homem? É evidente que vai ser com a tecnologia ou com a ciência! Reconheço que tudo o que eu estou aqui a dizer, tem um carácter fracturante. Mas uma revolução que não seja profundamente fracturante não é o que se diz ser. Sim, tudo isto causará dor, dificuldades e sacrifícios no imediato. Mas no imediato é sempre isso que uma revolução tem para oferecer. A Revolução nunca pode ter outro objectivo no imediato que não seja destruir o poder instituído, os benefícios objectivos da Revolução têm de estar projectados a médio longo prazo! Se assim não fosse, não seria uma Revolução mas sim uma reforma, que é algo que apesar de mais imediato tem um efeito de menor duração. Nenhum revolucionário pode fazer uma revolução para beneficiar ele próprio dela. Um revolucionário faz a revolução em favor do futuro e não do presente. Os revolucionários não o são por acaso, são-no pela sua capacidade, de acreditar, de sofrer, de se sacrificarem, não para mudarem o presente, mas para criarem um futuro melhor. É por isso que eu respeito e admiro os verdadeiros Revolucionários quase ao nível da devoção!

 

Sou: Eduardo Faria com muito gosto!

 

by Eduardo Faria on Friday, October 26, 2012 at 12:00am

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: